sexta-feira, 24 de setembro de 2010

o caos



Eu digo caos, você pensa em: trânsito (terrestre ou aéreo)? Ou na teoria do caos? Ou em outra coisa?

Na definição, caos é "confusão geral dos elementos da matéria, antes da presumível criação do Universo. / Geologia Amontoado de blocos de certas rochas, que se formam como conseqüência da erosão. / Fig. Desordem."

Bom, eu não sou geóloga, nem caio nessa de que um bater de asas de uma borboleta pode causar um tufão em outro ponto do planeta* (conta outra...). Logo, sobra o caos como desordem. Stop! Conceitue desordem: se você falar "falta de ordem", leva um cascudo. Eu mesmo, olhando minha mesa de trabalho, do meu ponto de vista (sentada), acho que tá linda, ordenada/organizada, funcional. Se eu olho a mesa na visão frontal, quando estou chegando na sala: que horror! Logo, a ordem depende de quem tá vendo: essa é a nova ordem...

Eu poderia protelar, mas vou direto à minha conclusão: o caos não existe. Ou, para não discordar do meu chapa Ein-ein, é relativo... Pra mim, já deu, mas tem gente que ainda quer encarar...

* veja o post no Miolo de Pote, que vou já escrever...

2 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Não sei qual o sentimento mais presente: alegria ou orgulho. Alegria por ter mais coisa pra ler, claro. E orgulho da minha irmãzinha escrever lindamente assim. E, um adendo, adorei o novo visual e eu quero um layout assssiiiiiimmmmmmm.......

HG disse...

O caos não está em que vê a sua sala de trabalho, pelo que li, as de onde se vê: da porta de entrada ou da cadeira atrás da mesa... rsrsrsrs
Voltarei mais vezes!
Beijos