segunda-feira, 1 de março de 2010

Eu podia desisitir?

Uma vez falei aqui que esse blog era igual a mulher de malandro. Esses dias, antes de me decidir a voltar a frequentá-lo, estava com a velha dúvida hamletiana: ser ou não ser?, voltar ou não voltar? Eis que comecei a reler tudo o que já tinha rolado aqui. Nada por demais interessante, diga-se de passagem, mas muito eu. Eu, de frases curtas; eu, de piadas sem graça; eu, de algumas tiradas inteligentes; eu, esquecida de postar; eu, com saudades do marido; eu, com histórias do meu filho; eu, e minha amizade com a roomie (não sei o que linkar); eu, eu. Como deixar pra trás a si mesmo?

Decidi não deixar. Mesmo com todas as atribulações e responsabilidades, mesmo com toda a preguiça e a vagabundagem, mesmo com a internet lenta e a boca amarga, nunca mais passarei fome outra vez... Vixe, dei uma de Scarlet, mas vocês me entenderam...

2 comentários:

Danielle disse...

oba!

Borboletas nos Olhos disse...

Você é brasileira e brasileiro...! Bem vinda de volta, nós que vamos morrer (de inveja dos seus posts) te saudamos.